segunda-feira, 18 de agosto de 2008


Sabe mobilidade?
Sabe os ossinhos que doem?
Sabe as unhas quando fazem barulho?
Sabe ansiedade?
Sabe quando você corta muito as unhas e tudo parece mais sensível?
Sabe anel?
Sabe que existe também para o pé?
Sabe esmalte? Sabe aqueles vermelhor ou renda ou café ou fosflorecente?
Sabe quando você escolhe um deles?

É sempre assim: ou você chega com a cor já escolhida (francesinha com uma mão de renda) ou você fica em dúvida (rebu com cadé ou quatro mãos de camilla). Aí você ques experimentar todos pra ver como fica. E a manicuri quer te matar, mandando você ir embora só com essa base sem graça (e sem limpar os cantinhos). E então você fica sem escolhas e então você vai embora só com a base borrada que deixa a pele dura e com cheiro forte.
Por isso você não quer mostrar pra ninguém! Usa luvas e sapato fechado (pra Curitiba não vai nada mal). E você decide não sair de casa, fica sozinha comendo pipoca - tudo por conta do rebu com café ou quatro mãos de camilla - e você fica em casa comendo pipoca, sozinha e assistindo tv. Hironicamente no canal 47 está passando "Alta Fidelidade" justo a cena do cigarro e a cheva. E você chora TORRENCIALMENTE. Decide passar o "rebu" nas unhas apáticas, pra ver se passa! Mas a única coisa que te resta é um batom vermelho a la CORINGA!

Ligia

Botões